Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page

Rating: 2.5/5 (50 votos)



ONLINE
2





Partilhe este Site...




o fim do governo humano se aproxima
o fim do governo humano se aproxima

ALGUMA vez na vida, você deve ter se perguntado: ‘Se existe um Deus que realmente se importa conosco, por que permite ele tanto sofrimento?’ Todos nós já tivemos algum sofrimento ou conhecemos alguém que já o teve. De fato, através da História, as pessoas têm sofrido dor e angústia resultantes da guerra, crueldade, crime, injustiça, pobreza, doença e morte daqueles a quem amam. Só no século 20, as guerras mataram mais de 100 milhões de pessoas. Outras centenas de milhões sofreram ferimentos ou perderam seus lares e seus bens. Muitas coisas horríveis têm acontecido em nossos dias, resultando em grande aflição, em muitas lágrimas e num sentimento de desesperança da parte de um sem-número de pessoas.

Alguns ficam amargurados e acham que, se existe um Deus, ele não se importa realmente conosco. Ou até mesmo acham que não há Deus. Por exemplo, certo homem que sofreu perseguição étnica, que causou a morte de amigos e de sua família na Primeira Guerra Mundial, perguntou: “Onde estava Deus quando precisávamos dele?” Outro, que sobreviveu à matança de milhões pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial, ficou tão angustiado com o sofrimento que ele viu que disse: “Se alguém lambesse meu coração, ficaria envenenado.” Assim, muitos não conseguem entender por que um Deus bom deixaria coisas ruins acontecer. Questionam se ele realmente se importa conosco ou mesmo se ele existe. E muitos deles acham que o sofrimento sempre fará parte da existência humana.

UM DEUS de amor certamente revela seus propósitos aos que o buscam com sinceridade. Aos humanos indagadores ele efetivamente fornece respostas a perguntas como por que ele tem permitido o sofrimento.
Diz a Bíblia: “Se . . . buscares [a Deus], deixar-se-á achar por ti.” “Há nos céus um Deus que é Revelador de segredos.” “O Soberano Senhor Jeová não fará coisa alguma sem ter revelado seu assunto confidencial aos seus servos, os profetas.” — 1 Crônicas 28:9; Daniel 2:28; Amós 3:7.

                          Onde Estão as Respostas?

As respostas a perguntas como por que permite Deus o sofrimento e o que fará a respeito, encontram-se no registro escrito que ele inspirou em nosso benefício. Esse registro é a sua Palavra, a Bíblia Sagrada. “Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça, a fim de que o homem de Deus seja plenamente competente, completamente equipado para toda boa obra.” — 2 Timóteo 3:16, 17.

A Bíblia é realmente um livro sem igual. Contém o mais exato registro da história humana, e remonta até mesmo ao tempo antes da criação dos humanos. É também um livro atual, pois suas profecias têm que ver com acontecimentos em nossa época e no futuro próximo. Nenhum outro livro possui tais credenciais de exatidão histórica. Por exemplo, existem apenas alguns manuscritos de antigos escritores clássicos. Mas existem muitos manuscritos da Bíblia, alguns em parte e outros inteiros: cerca de 6 mil das Escrituras Hebraicas (os 39 livros do “Velho Testamento”) e cerca de 13 mil das Escrituras Gregas Cristãs (os 27 livros do “Novo Testamento”).

O Deus Todo-Poderoso, que inspirou a Bíblia, cuidou de que a sua integridade textual fosse preservada nessas cópias manuscritas. Portanto, nossas Bíblias hoje são essencialmente iguais aos escritos originais inspirados. Outro fator que nos ajuda a avaliar isso é que algumas cópias manuscritas das Escrituras Gregas Cristãs datam de cerca de cem anos após a escrita do original. As poucas cópias manuscritas ainda existentes dos escritos de antigos escritores seculares raras vezes datam de sequer vários séculos após os autores originais.

                                     A Dádiva de Deus

A Bíblia é o livro mais amplamente distribuído da História. Cerca de 3 bilhões de exemplares foram impressos. Nenhum outro livro chega perto dessa cifra. E a Bíblia ou partes dela foram traduzidas em mais de 2 mil línguas. Assim, calcula-se que mais de 90 por cento da população do nosso planeta poderia ter acesso à Bíblia. Certamente um livro que afirma proceder de Deus e que possui todas as evidências externas e internas de autenticidade é digno de ser examinado. Esse livro explica qual é o objetivo da vida, o significado das condições mundiais e o que acontecerá no futuro.
Nenhum outro livro pode fazer isso.

De fato, a Bíblia é a comunicação de Deus com a família humana. Ele dirigiu a escrita da Bíblia por meio de Sua força ativa, ou espírito, com a participação de cerca de 40 homens. Assim, Deus fala conosco por intermédio de sua Palavra, a Bíblia Sagrada. O apóstolo Paulo escreveu: “Quando recebestes a palavra de Deus, que ouvistes de nós, vós a aceitastes, não como a palavra de homens, mas, pelo que verazmente é, como a palavra de Deus.” — 1 Tessalonicenses 2:13.

COMO podemos ter certeza de que vivemos no tempo em que o Reino de Deus agirá contra o atual sistema de governo humano? Como sabemos que estamos bem perto do tempo em que Deus porá fim a toda a maldade e sofrimento? Os discípulos de Jesus Cristo queriam saber essas coisas. Perguntaram-lhe qual seria “o sinal” de Sua presença investido do poder do Reino e “da terminação do sistema de coisas”. (Mateus 24:3) Jesus respondeu pormenorizando eventos e condições de abalar o mundo, que se conjugariam para indicar que a humanidade entrou no “tempo do fim”, nos “últimos dias” deste sistema de coisas. (Daniel 11:40; 2 Timóteo 3:1) Temos visto em nossos dias esse sinal composto? Temos, sim, e abundantemente!

                                 Guerras Mundiais

Jesus predisse que ‘nação se levantaria contra nação e reino contra reino’. (Mateus 24:7) Em 1914, o mundo se envolveu numa guerra que viu a mobilização de nações e reinos de modo diferente de qualquer outra guerra anterior. Reconhecendo isso, os historiadores naquela época chamaram-na de a Grande Guerra. Foi a primeira guerra dessa espécie na História, a primeira guerra mundial. Cerca de 20 milhões de soldados e civis perderam a vida, muito mais do que em qualquer outra guerra antes.

A Primeira Guerra Mundial marcou o início dos últimos dias. Jesus disse que esse evento e outros seriam “um princípio das dores de aflição”. (Mateus 24:8) Assim se deu, pois a Segunda Guerra Mundial foi ainda mais mortífera, com uns 50 milhões de soldados e civis mortos. No século 20, bem mais de 100 milhões de pessoas foram mortas nas guerras, mais de quatro vezes o total dos que morreram nos 400 anos precedentes! Que chocante condenação do governo humano!

                                        Outras Evidências

Jesus incluiu outras coisas que acompanhariam os últimos dias: “Haverá grandes terremotos, e, num lugar após outro, pestilências e escassez de víveres [alimentos].” (Lucas 21:11) Isso se enquadra bem nos eventos desde 1914, pois tem havido enorme aumento de aflições resultantes dessas calamidades. Grandes terremotos são ocorrências regulares que destroem muitas vidas. Só a gripe espanhola matou cerca de 20 milhões de pessoas após a Primeira Guerra Mundial — sendo algumas estimativas de 30 milhões ou mais. A aids tem tirado a vida de centenas de milhares de pessoas, e poderá matar outros milhões no futuro próximo. A cada ano, milhões morrem de doenças cardíacas, de câncer e de outras doenças. Outros milhões têm morte lenta causada por inanição. Sem dúvida alguma, os ‘cavaleiros do Apocalipse’, com suas guerras, escassez de víveres e epidemias, vêm dizimando grande número de pessoas dentre a família humana desde 1914. — Revelação (Apocalipse) 6:3-8.

Jesus predisse também o aumento de crimes, o que ocorre em todos os países. Ele disse: “Por causa do aumento do que é contra a lei, o amor da maioria se esfriará.” — Mateus 24:12. Além disso, a profecia bíblica predisse o colapso moral, tão evidente hoje em todo o mundo: “Nos últimos dias haverá tempos críticos, difíceis de manejar. Pois os homens serão amantes de si mesmos, amantes do dinheiro, pretensiosos, soberbos, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, desleais, sem afeição natural, não dispostos a acordos, caluniadores, sem autodomínio, ferozes, sem amor à bondade, traidores, teimosos, enfunados de orgulho, mais amantes de prazeres do que amantes de Deus, tendo uma forma de devoção piedosa, mostrando-se, porém, falsos para com o seu poder . . . Os homens iníquos e os impostores passarão de mal a pior.” (2 Timóteo 3:1-13) Tudo isso tem acontecido diante de nossos próprios olhos.

                               Um Fator determinante

Há ainda outro fator responsável pelo enorme aumento do sofrimento em nossos dias. Coincidindo com o início dos últimos dias em 1914, aconteceu uma coisa que colocou a humanidade num perigo ainda maior. Naquele tempo, conforme relata uma profecia no último livro da Bíblia: “Irrompeu uma guerra no céu: Miguel [Cristo no poder celestial] e os seus anjos batalhavam com o dragão [Satanás], e o dragão e os seus anjos [os demônios] batalhavam, mas ele não prevaleceu, nem se achou mais lugar para eles no céu. Assim foi lançado para baixo o grande dragão, a serpente original, o chamado Diabo e Satanás, que está desencaminhando toda a terra habitada; ele foi lançado para baixo, à terra, e os seus anjos foram lançados para baixo junto com ele.” — Revelação 12:7-9.

Quais foram as consequências disso para a família humana? A profecia prossegue: “Ai da terra e do mar, porque desceu a vós o Diabo, tendo grande ira, sabendo que ele tem um curto período de tempo.” Sim, Satanás sabe que seu sistema está perto do fim, de modo que faz tudo o que pode para que os humanos se voltem contra Deus antes que ele e seu mundo sejam eliminados. (Revelação 12:12; 20:1-3) Quão degradadas estão essas criaturas espirituais por terem usado mal o seu livre-arbítrio! Quão terríveis têm sido as condições na Terra sob a influência delas, especialmente desde 1914!

Não é de admirar que Jesus predissesse a respeito dos nossos dias: “Haverá vistas aterrorizantes e grandes sinais do céu.” — Lucas 21:11.
Está Próximo o Fim do Governo Humano e Demoníaco
12 Quantas profecias bíblicas faltam para se cumprir antes de Deus destruir o sistema atual? Bem poucas! Uma das últimas é a de 1 Tessalonicenses 5:3, que diz: “Enquanto estiverem falando sobre paz e segurança, de repente a calamidade cairá sobre eles.” Isso mostra que o fim deste sistema começará “enquanto estiverem falando”. Não prevista pelo mundo, a destruição virá quando menos se espera, quando a atenção dos humanos estiver voltada para a sua esperada paz e segurança.

Esgota-se o tempo para este mundo influenciado por Satanás. Em breve chegará a seu fim num tempo de dificuldades sobre o qual Jesus disse: “Então haverá grande tribulação, tal como nunca ocorreu desde o princípio do mundo até agora, não, nem tampouco ocorrerá de novo.” — Mateus 24:21. O clímax da “grande tribulação” será o Armagedom, a guerra de Deus. Esse é o tempo a que se referiu o profeta Daniel, em que Deus “esmiuçará e porá termo a todos estes reinos”. Isso significará o fim de todos os sistemas de governo humano independentes de Deus. Seu Reino, com sede no céu, terá então pleno controle sobre todos os assuntos humanos. Nunca mais, segundo predisse Daniel, a autoridade governamental passará “a qualquer outro povo”. — Daniel 2:44; Revelação 16:14-16.

                               Mas quem Sobreviverá? Quem Não?  

Quando os julgamentos de Deus forem executados contra este mundo, quem sobreviverá? Quem não sobreviverá? A Bíblia mostra que os que desejam o governo de Deus serão protegidos e sobreviverão. Os que não desejam o governo de Deus não serão protegidos, mas serão destruídos junto com o mundo de Satanás. Provérbios 2:21, 22 diz: “Os retos [os que se sujeitam ao governo de Deus] são os que residirão na terra e os inculpes são os que remanescerão nela. Quanto aos iníquos [os que não se submetem ao governo de Deus], serão decepados da própria terra; e quanto aos traiçoeiros, serão arrancados dela.”

O Salmo 37:10, 11 também diz: “Apenas mais um pouco, e o iníquo não mais existirá . . . Mas os próprios mansos possuirão a terra e deveras se deleitarão na abundância de paz.” O versículo 29 acrescenta: “Os próprios justos possuirão a terra e residirão sobre ela para todo o sempre.” Devemos levar a sério o conselho do Salmo 37:34, que diz: “Espera em Jeová e guarda seu caminho, e ele te exaltará para tomares posse da terra. Quando os iníquos forem decepados, tu o verás.” Os versículos 37 e 38 dizem: “Vigia o inculpe e mantém a vista no homem reto, porque o futuro deste homem será pacífico. Mas os próprios transgressores serão aniquilados juntos; o futuro de gente iníqua será deveras decepado.”
Quão consolador, sim, quão inspirador, é saber que Deus realmente se importa conosco e que em breve porá fim a toda a maldade e sofrimento! Quão emocionante é compreender que falta pouco tempo para o cumprimento dessas gloriosas profecias.

quele tempo, cessará também toda a influência satânica e demoníaca. Tais criaturas espirituais rebeldes serão eliminadas, de modo que não mais poderão ‘desencaminhar toda a terra habitada’. (Revelação 12:9; 20:1-3) Foram condenadas à morte e aguardam a destruição. Que alívio será para a humanidade libertar-se de sua degradante influência!